quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Neto 22

Displaying IMG_20160914_085811.JPG

sexta-feira, 15 de abril de 2016

João 14

https://www.bibliaonline.com.br
Reflexão sobre João 14:6 – Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

 Este é um dos versículos mais ricos da palavra de Deus e com certeza impossível de ser esgotado nesta pequena reflexão, mas podemos tirar algumas reflexões dele. 

Seguem elas:


  • Jesus é o Caminho, Ele não é apenas mais um caminho entre tantos outros, Ele é O Caminho que significa que é único e não há outro. 
  • Jesus é a Verdade, não existe outra verdade, Ele é a Única verdade. 
  • Jesus é a vida, não existem varias ‘vidas’, só existe uma, e esta vida é Jesus Cristo. 
  • A vida contempla 3 pilares:
    • Verdade (em que cremos, princípios). 
    • Caminho (forma de viver esta verdade). 
    • Vida (conteúdo, plenitude da alma que está em total sintonia com a Verdade e o Caminho).
    • Jesus é a Verdade: Durante seu período na terra, Jesus, nos passou a verdade e após a subida aos céus, continuou passando através de seu santo espirito. 
    • Jesus é o Caminho: Durante seu período na terra, Jesus, nos mostrou através de suas atitudes vários exemplos de como devemos viver diante das circunstancias da vida e após a subida aos céus, continuou nos orientando através de seu santo espirito. 
    • Jesus é a Vida: Jesus, nos mostrou através do testemunho das várias pessoas que tiveram contato com ele diretamente ou se enchendo do Seu Santo Espirito que Ele é a Plenitude de Deus. Quando nos enchemos Dele, nos enchemos dos frutos do Seu Espirito que é “Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio” (Gl. 5:22, 23). 
    • O único meio de chegar a Deus (de estar em comunhão viva com Ele) é através de Seu filho,Jesus Cristo. 
    • A revelação vem Dele através de Seu poder que confirmará a autoridade deste versículo. 


    Conclusão: Isto não é uma teoria ultrapassada, nem um delírio de um desequilibrado, nem uma grande ignorância de uma pessoa que não tem cultura, nem tão pouco uma compensação psicológica de um pessoa problemática ou infeliz, ou muito menos uma religião ultrapassada. Somente quem já experimentou na prática o que é sentir a presença viva de Jesus Cristo em sua vida pode compreender que Jesus é o Caminho, e a Verdade e a Vida. A excelente noticia (boas novas) é que esta compreensão não é obtida apenas pelos iluminados, bonzinhos, santos, inteligentes, ou pessoas superiores … ela pode ser obtida por qualquer pessoa que peça sinceramente que Jesus entre em seu coração e em Sua vida ! Intelectuais, ricos, pobres, famosos, poderosos, casados, solteiros, estudantes, dona de casa, pessoas felizes ou infelizes já tiveram este privilegio ao longo da historia e todos quando são tocados por Cristo reconhecem o quanto este versículo é verdadeiro. 
    http://blogdolevanyjunior.com/
Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.
Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.
E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.
Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
Tenho-vos dito isto, estando convosco.
Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:1-27
Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.
Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.
E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.
Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
Tenho-vos dito isto, estando convosco.
Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:1-27
Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.
Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.
E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.
Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
Tenho-vos dito isto, estando convosco.
Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:1-27
Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.
Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.
E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.
Mesmo vós sabeis para onde vou, e conheceis o caminho.
Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho?
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto.
Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta.
Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.
Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai.
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.
Se me amais, guardai os meus mandamentos.
E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.
Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós.
Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.
Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.
Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele.
Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo?
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.
Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou.
Tenho-vos dito isto, estando convosco.
Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.
João 14:1-27
                                                  O BRASIL QUE AMAMOS
Esse lindo país, abençoado por Deus, como diz o poeta, tem sido amaldiçoado pelos políticos (maioria).
Há anos trabalham para destruir essa nação. Simplesmente não permitem que o pais avance em conquistas e e desenvolvimento. (ORDEM E PROGRESSO). Estudando a fundo a História do Brasil, descobri muitas coisas que a escola não ensina, e agora a situação está pior, pois além de não ensinar a verdadeira História do Brasil. Estão ensinando mentiras como verdades, caluniando verdadeiros brasileiros e exaltando bandidos como se fossem heróis. Tive acesso a alguns livros de "história", que poderíamos chamá-los de "livro de estórias". Uma vergonha e ninguém faz nada.
Os grandes historiadores sempre interferiram e mudaram alguns fatos para tornar a história agradável aos seus interesses, ou de alguém influente, mas no Brasil, a começar pela imprensa a situação é vergonhosa.
Não sou favorável a nenhuma ditadura, pois SOU DEMOCRATA, (democrata mesmo).
Em 1964 o Brasil era candidato a ser a maior ditadura comunista das Américas. Os que se apresentam hoje como defensores da Democracia, porque lutaram contra o Exercito Brasileiro, eram na verdade defensores de uma "ditadura comunista", pois eram financiados pela União Soviética e treinados em Cuba. Assim nem precisaria dizer mais nada. Sendo conhecedor desses fatos, sempre desconfiei dos que pregam a desordem como base para o desenvolvimento. Mas o PT, liderado pelo Sr Lula, (e muitos homens que passavam confiança entre eles Lisâneas Maciel), conseguiu me conquistar, mesmo usando uma bandeira vermelha, que sempre me deixou preocupado. Por muitos anos defendi e trabalhei pelo PT. Não poucas vezes ao viajar ao Ceará, (Pois morei por vinte anos no Rio de Janeiro), fiz campanha solitária em favor do PT, pois aquela época os lideres, inclusive Lula eram tidos, como verdadeiro perigo para a nação. Eu realmente nunca confiei em muitos que estavam nessa organização, eram arrogantes, revoltados, desrespeitosos, briguentos, mal educados, desprezavam até DEUS. Mas havia um, Luiz Inácio da Silva, esse conseguiu me enganar. Votei várias vezes nesse cidadão e só acordei, quando ele escolheu a Dilma, para sucedê-lo. Pois já conhecia sua história, como atuante "guerrilheira", não a favor da democracia, mas a favor de uma ditadura comunista, que duraria bem mais que vinte e cinco anos. (Veja Cuba). Não votei em Dilma e perdi toda admiração que tinha por Lula, desde que ele indicou essa mulher para sucede-lo, pois havia muitos no PT, mais capacitados para isso. Agora depois de refletir e estudar o perfil de cada um dos lideres dessa organização. De cada mentira oficial divulgada ao povo. Depois de ver a adulteração das História. Distribuição de comendas a bandidos , como se pessoas dignas fossem. O maior assalto aos cofres públicos da História desse país. Milhares de vezes maior que as privatizações do FHC. Depois de tudo isso, não tenho dúvidas o Sr. Lula não é confiável, não é inocente, não é capacitado, e pasmem NÃO SABE DE NADA
Os bravos soldados, e oficiais do EXERCITO BRASILEIRO, bem como os demais, que morreram defendendo nossa Pátria, são os verdadeiros heróis, pois sem eles, ainda hoje o Brasil seria uma ditadura comunista, dividindo a miséria em partes iguais para todos, como tem sido em todos os países que oPTaram por essa desgraça de sistema de governo, que destrói todas as organizações, tira a liberdade, oprime, massacra e transforma sonhos em pesadelos.
A REVOLUÇÃO DE 1964, FOI JUSTA E NECESSÁRIA. EMERGENCIAL, EFICIENTE PARA EVITAR O PIOR. Pois eleitos pelo povo fazem tudo isso que se ver. Imagine se chegassem ao poder pela força. Destruiriam totalmente o país, a situação seria pior que na Venezuela.
Em tempo: muitos desaparecidos políticos da época da ditadura, foram assassinados pelos próprios companheiros, pois bastava a desconfiança de traição, para alguém ser condenado a morte e não havia defesa nem apelação, a ordem era matar, pois  "é melhor perder um companheiro, que toda uma célula"......... É MENTIRA DILMA? .
O Lula não sabe de nada, mas a excelentíssima presidenta sabe, e muito!




Jocicler Vieira, não é filiado a nenhum partido político.
 É aprendiz de cidadão
 Estudante e observador da História.

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Adoniran Barbosa

                                          ADONIRAN BARBOSA
Ainda criança, vi Adoniran Barbosa, em uma novela da TV TUPI, reconheci nele um grande artista, principalmente, quando 'descobri', que era o autor de trem das onze. (Sempre reconheci os grandes e respeitei os pequenos).
Suas composições mais conhecidas: Trem das Onze, Saudosa Maloca, Iracema, Samba do Arnesto, Mulher Patrão e cachaça ...
Tive o privilegio de vê-lo cantando com Elis Regina. (na tv)
-O texto a seguir foi extraído do Google
Nesta quinta-feira, 6 de agosto, o compositor, cantor, humorista e ator nascido em Valinhos completaria 105 anos se estivesse vivo. Em sua homenagem, o Google relembra Adoniran Barbosa, cujo verdadeiro nome era João Rubinato, com o doodle do dia. No desenho, um trenzinho e uma caixinha de fósforo para batucar (outra invenção atribuída a ele) relembram o personagem que triunfou também com a ajuda dos sambas "Saudosa maloca", "Samba do Arnesto" e outros clássicos.
Adoniran e sua caixinha de fósforos.
A história de Adoniran não se separa da história de São Paulo, a capital, onde veio morar jovem, em busca da carreira artística. Além de popularizar o bairro do Jacanã, na zona norte da cidade, com O trem das onze, ele – filho de imigrantes italianos – traz em sua história pessoal a marca da imigração paulistana.
Tinha uma voz fanha, além do sotaque tipicamente ítalo-paulistano, o que dificultou sua aceitação primeiro como ator, depois como músico. Mas soube aproveitar o ápice do rádio para criar modas, mexer com costumes e sobretudo materializar histórias populares em suas canções, que ele via na rua ou recortava dos jornais. Ele morreu em novembro de 1982, vítima de um enfisema pulmonar.

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Marcha para Jesus reúne cerca 340 mil evangélicos em São Paulo, segundo PM

Por Agência Brasil |

Com sol e temperatura amena, o evento reuniu famílias de diversas partes da cidade

Agência Brasil



Marcha para Jesus reúne evangélicos na zona norte de São Paulo
Reprodução/Instagram/Euricorocha
Marcha para Jesus reúne evangélicos na zona norte de São Paulo

A 23ª edição da Marcha Para Jesus reuniu, no início da tarde de hoje (4), cerca de 340 mil pessoas na zona norte da capital paulista, segundo estimativa da Polícia Militar. A programação, que começou com uma caminhada pela manhã, deve se estender até a noite, com diversas apresentações musicais. Com sol e temperatura amena, o evento reuniu famílias de diversas partes da cidade.
Os participantes saíram por volta das 10h30 da Estação da Luz e seguiram pela Avenida Tiradentes em direção a Praça Heróis da FEB (Força Expedicionária Brasileira). No caminho, carros de som animavam o público com música gospel e momentos de oração. “Eu estou gostando para caramba. Estou gostando de tudo: da música, do pessoal”, disse empolgado o estudante Vitor Martins, de 16 anos. Apesar de ser católico, o jovem veio acompanhar os primos e conhecer a marcha. “Não esperava esse tanto de gente. Está muito lotado”, comentou o adolescente que mora em Sapopemba, zona leste paulistana.



A diarista Vera Lopes participou pela segunda vez do evento, acompanhada da irmã e dos sobrinhos. “Gostei da primeira, por isso estou na segunda. Agora, não perco mais. Gosto muito da música e da pregação”, contou. Vera disse, no entanto, que não pretendia ficar até o fim do evento e voltar para casa, no Campo Limpo, zona sul, no final da tarde. “Amanhã tenho que trabalhar cedo”, justificou.
A estudante de radiologia Indaiá Nazaré levou a filha Kimberly, de 11 anos, pela primeira vez à marcha. Segundo ela, o objetivo é apresentar a religião à menina. “Esse é o meu papel como mãe. Quando ela estiver tomando decisões sobre a própria vida, vai decidir se continua seguindo o caminho ou não.” Indaiá disse que participa “há muitos anos” ao evento. “Tenho recebido o que tenho pedido. E venho agradecer o que recebi.”
A aposentada Eva Miranda estava emocionada com o clima da caminhada. “Você sente no ar a unção. Eu sinto que o meu coração vai me levar. É uma benção”, tentou descrever. “E vim porque eu amo Jesus”, acrescentou.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

BRASIL, AME-O OU DEIXE-O

NÃO TEMOS O DIREITO DE ESQUECER
              Prezados amigos do Clube Militar: 
            Em mais um 31 de março, em modesta homenagem da Casa da República, dirigimo-nos a nossos ilustres associados, comentando brevemente o motivo de nossa comemoração.
            Todos sabemos qual a situação do Brasil no início da década de 1960, após a inesperada renúncia do Presidente Jânio Quadros. A ela seguiu-se um torvelinho de tensões econômicas, políticas e sociais que ameaçavam levar de roldão nosso país na direção do ponto central que tudo tragava.
            Vivíamos, o que muitos propositadamente ignoram, o auge da Guerra Fria. No final de 1962 o mundo estivera perigosamente perto do conflito nuclear entre as superpotências da época, na Crise dos Mísseis em Cuba.
            A União Soviética agregava territórios a seus domínios, sufocava qualquer tentativa de insurreição nos países escravizados, como acontecera em Budapeste. Dominava metade da Alemanha, e Berlim Ocidental era uma ilha cercada pelos muros vermelhos. Dirigentes comunistas, impostos pela força e fiéis a Moscou, governavam com mão de ferro e apoio de tropas soviéticas a Polônia, Romênia, Iugoslávia, Tchecoslováquia, Hungria, Bulgária e Albânia. No Oriente, os comunistas assumiram a Coréia do Norte, a China continental, e acabariam estendendo seus tentáculos sobre o Camboja, Vietnã e Laos.
Na África, a campanha de expansão comunista ensanguentou Guiné Bissau, Cabo Verde, Congo, Argélia, Namíbia, Angola e Moçambique.
            Os ventos da Guerra Fria também chegaram ao Caribe: Cuba transformara-se em um satélite de Moscou, um verdadeiro porta-aviões ancorado a poucas milhas do território norte-americano, e a luta estendeu-se a Honduras, Panamá, Nicarágua, El Salvador.
Na América do Sul, as bases comunistas se ampliavam no Chile, Argentina, Uruguai, Bolívia. E no alvo mais cobiçado, o gigantesco e aparentemente indefeso Brasil.
Esta visão do avanço vermelho pelo mundo inteiro e do perigo que isso representava para nossa Pátria é, em muitas ocasiões, menosprezada pelos estudiosos do período, às vezes por ignorância, às vezes por falta de visão estratégica, quase sempre por má-fé.
Para a seleta audiência que hoje nos honra com sua atenção, não é preciso detalhar a ação deletéria de Goulart, Prestes, Brizola, Arraes, Francisco Julião, do PCB, CGT, PUA, UNE, das Ligas Camponesas, dos Grupos dos 11.Prestes, Brizola, Arraes, Francisco Julião, do PCB, CGT, PUA, UNE, das Ligas Camponesas, dos Grupos dos 11.
Toda essa conspiração, esses movimentos solertes para empolgar o poder e implantar o comunismo no Brasil, toda a agitação, a violência, a baderna, a crescente confiança e o crescimento da atitude desafiadora, a falsa certeza de que as Forças Armadas estavam infiltradas e dominadas por um grande número de comunistas, prontas a aderir à revolução socialista iminente, tudo foi rápida e eficientemente dominado pelas lideranças democráticas e pelos bravos e dedicados militares que atenderam ao chamado desesperado da sociedade brasileira, expresso na imprensa, nas igrejas, nos lares e nas ruas.
O ponto máximo da subversão foi atingido em 30 de março de 1964, quando o Presidente João Goulart, em comício aqui ao lado, no Automóvel Clube, conclamou os sargentos a tomarem os quartéis e prenderem os oficiais, anunciando para dentro em breve as nebulosas reformas que sairiam, “a despeito do Congresso ou dos generais fossilizados e ultrapassados”. O Comandante Supremo das Forças Armadas atacava os seus pilares básicos: a hierarquia e a disciplina.
O Exército não falou, agiu. Na manhã de 31 de março iniciou-se o deslocamento das tropas de Minas Gerais em direção ao Rio de Janeiro.
A sorte estava lançada e o aparentemente sólido castelo da subversão, inflado pela demagogia e pela propaganda, acreditando numa força que era apenas retórica, desmoronou ao primeiro embate.
A Nação estava salva, tínhamos cumprido nosso dever.
Hoje, quando o Brasil vive instantes de tanta instabilidade, em que os aproveitadores usam todas as armas para manter-se no poder e sangrar os cofres públicos, lembremos aqueles companheiros que, há 51 anos, souberam decidir na hora exata e agir sem temor para recolocar nossa Pátria nos rumos da liberdade e da democracia.
Recordemos, finalmente, o que escreveu nosso saudoso companheiro e amigo, o Gen Sergio Augusto de Avellar Coutinho:
“Esquecer 1964 é uma atitude de capitulação moral e intelectual. É ocultar das atuais gerações o papel exemplar das Forças Armadas, impedindo a criação da república sindicalista e da ditadura do proletariado.” 
Gen Div Gilberto Rodrigues Pimentel – presidente do Clube Militar

Pronunciamento do Gen. Gilberto Rodrigues Pimentel, em 31 de março de 2015. Data em que se comemora a REVOLUÇÃO DE 1964. Que foi muito bem vinda, pois se não tivesse havido esse evento, hoje estaríamos em uma ditadura comunista, e na miséria, pois o comunismo só divide igualmente miséria e opressão. Aconselho os defensores do comunismo irem morar em Cuba e desfrutar de toda liberdade que existe naquele lugar. Antes converse desfarçadamente com um dos médicos cubano que estejam no Brasil. Converse com cuidado, pois eles são proibidos de relatar informações verdadeiras sobre seu país.