quinta-feira, 24 de julho de 2014

Mistério ou falta de conhecimento?

Quando noticiado a morte de João Ubaldo Ribeiro, fiquei triste, não o conhecia propriamente, mas o ví certa vez em um bar no Leblon. Sentando-se a mesa pediu solenemente, com sua voz inconfundível, um aperitivo, o garçon serviu-lhe uma cachaça, dizendo ser de ótima qualidade. O tempo que ali fiquei pude observar a atitude simples e simpática com todos que chegavam ao recinto. Brincou com todos, sorriu abundantemente e fez comentários sarcástico sobre a administração pública. Fez uma comparação: Se o bar fosse uma instituição pública, com certeza nos mandariam voltar outro dia e trazer algum documento ou cópia, que com certeza não estaríamos portando. Confesso, que a partir daquele dia passei a observar com mais cuidado os servidores públicos, principalmente aqueles que estão presos as normas burocráticas impostas por alguém, que simplesmente é incapacitado para aparecer de outra forma, assim cria todo um sistema de normas, que servem apenas para desperdiçar tempo e dinheiro. além de humilhar o cidadão. João Ubaldo, sempre ao escrever suas cronicas, abordava mais de um assunto, sempre bem humorado e com muita simplicidade. Comentei, compartilhei, e postei duas reportagens sobre sua morte, uma do IG, outra do Jornal A Tarde. Nenhuma ficou no meu blog, nem no facebook.
 Link da coluna que seria publicada dia 20 de julho e foi antecipada para dia 18 (data de sua morte) http://atarde.uol.com.br/opiniao/noticias/o-correto-uso-do-papel-higienico-1607002

Nenhum comentário:

Postar um comentário