quinta-feira, 5 de março de 2015

VIDA, a melhor essência.

Todos os dias, fatos acontecem e mudam nossa maneira de pensar e agir. Alguns são esperados, outros nos surpreendem, mesmo sendo corriqueiros. Estava no trabalho (TV LIGADA), e vem a noticia: Morre cantor Jose Rico (dupla Milionário e José Rico). "Visualizei" um breve video sobre José Rico. Quando ainda quase menino, conheci a dupla através de discos (LPs) e calendários, que algum parente trouxe de S. Paulo. Foi admiração total pela dupla, pois vi neles todas as qualidades de cantores populares do sertão. Voz única e inconfundível, letras e melodias selecionadas, mesmo com estilo próprio de artista, sempre passaram simplicidade e segurança em suas apresentações. Deixará saudades a todos que curtem um bom "sertanejo", mas como cantor, cumpriu sua tarefa com responsabilidade. Com apenas 68 anos, poderia cantar mais trinta........ .......Inezita Barroso completando noventa anos em 04 de fevereiro, que maravilha. A grande defensora e apoiadora de todas as manifestações culturais do sertão brasileiro (universo sertanejo). Programa Viola Minha Viola, êta programa que gosto.  O sucesso do programa “Viola, Minha Viola”, da TV Cultura, está ligado à cultura do homem do campo. A formação do povo brasileiro resulta da mistura do branco, do negro e do índio, que, de norte a sul, resultaram em manifestações distintas na música, na religião, na culinária e tantas outras faces da cultura. A viola foi introduzida no Brasil, no período da colonização, pelos jesuítas e colonos portugueses. Em contato com a cultura indígena adquiriu características próprias. Chegou aos interiores e misturou a musicalidade já presente em suas cordas com os sons existentes na nova terra. Aos poucos, a viola foi se tornando a principal porta-voz do homem do campo no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário